Volta às Aulas com Bing Ads

 8

Reiniciadas entre o final de janeiro e o início de março, o período de volta ás aulas no Brasil movimenta todo o mercado de educação no Brasil, principalmente no que se refere a materiais escolares, papelaria, faculdades, escolas e instituições de ensino.

Momento de Impulsionar as vendas

Educação no Brasil

Segundo dados do Ministério da Educação divulgados no Censo Escolar 2015, incluindo escolas estaduais e municipais de áreas urbanas e rurais, estão matriculadas aproximadamente em creches 1.95milhões de crianças; na pré-escola, 3.65 milhões; no ensino fundamental, 22.75 milhões; no ensino médio, 6.85 milhões e 2.8milhões, na educação presencial de jovens e adultos. Um total de 37.9 milhões de alunos matriculados no Brasil até o ensino médio completo.

Em 2016, as famílias que pagam por escolas privadas sentiram no bolso um aumento de custos de 9,24% em relação ao ano anterior. De acordo com um estudo da INVENT, a Classe A gasta uma média de R$ 52 mil por ano em educação por filho; a Classe B, R$ 27 mil; e a Classe C, R$ 13 mil. A pesquisa aponta que 45% da renda da família de Classe C é revertido em despesas para educação, enquanto nas Classes A e B as porcentagens são de 34% e 39%, respectivamente. Provando-se um grande potencial para campanhas que visem atingir esse público.

 

 

Ensino Superior

No ensino superior, de acordo com dados do Inep/Censo da Educação Superior 2015, 2,4 milhões de pessoas ingressaram em instituições particulares de ensino superior e outras 534mil se tornaram estudantes da rede pública; um total de 2,9Milhões de novos ingressantes em cursos de graduação superior.

Ao total, foi superada marca histórica de 8 milhões de alunos matriculados, aproximadamente o tamanho do ensino médio no Brasil, um aumento de 73,6% nos últimos 10 anos e de 2,5% em relação a 2014.

 

Destes, aproximadamente 76% dos estudantes, ou seja, 6,1 milhões de pessoas encontravam-se na rede privada e os outros 14%, 1,9 milhões, em rede pública de ensino e ao todo, dividem-se em 55,6% mulheres e 44,4% de homens.

 

Entre as principais escolhas o bacharelado, ocupa 69% das matrículas, seguido de licenciatura, escolhido por 18,4% das pessoas e técnico, 12,6%. Entre as principais profissões escolhidas, Direito e Administração ganham destaque.

 

Ainda segundo o Instituto, 6.65 milhões de matrículas foram feitas para cursos presenciais e 1.4 milhões, para cursos de ensino à distância, dividindo-se no Brasil entre 2.364 instituições de ensino superior, (2.069 privadas e 295 públicas), entre as quais 195 Universidades, 149 Centros Universitários, 1980 Faculdades e 40 IFs e cefets.

Players cada vez maiores, mais poderosos e importantes estão presentes e atuantes para educação em todos os níveis da população. No período 2014-2015, segundo projeções da consultoria Hoper, as faculdades privadas registraram faturamento total de R$ 35,9 bilhões, mantendo a tendência dos anos anteriores de crescer aproximadamente cerca de R$ 4 bilhões por temporada. A mensalidade média paga no país é de R$ 645.

 

Comércio varejista

O material escolar é uma das necessidades anuais que mais impactam no orçamento familiar. Por ano, o gasto médio das famílias nesses produtos é de R$ 262,23 em material escolar (canetas, lápis, tesouras, estojos, entre outros), R$ 149,08 em cadernos, R$ 202,58 em mochilas e R$ 172,53 em outros.

Existem hoje no Brasil mais de 74 mil pontos de venda que comercializam produtos para papelarias, escolas e escritórios. A maior parte deles (54%) é de papelarias, enquanto o restante se divide em lojas de presentes e conveniência, atacadistas, armarinhos, bazares, livrarias, bancas de jornal e outros estabelecimentos.

Por regiões, 49% das papelarias se encontram no Sudeste, 19% no sul, 18% no Nordeste, 8% no Centro Oeste e 6% no Norte. O Estado de São Paulo acumula 28% do total.

Segundo dados da Fecomécio/MG, em 2016, 42,3% dos estabelecimentos do segmento tiveram desempenho de venda menor que no ano anterior. A pesquisa ainda revelou que, neste ano, 63% dos consumidores fizeram pesquisas de preços e que 58,2% dos estabelecimentos revelaram a preferência dos clientes por itens em liquidação. Um dos motivos foi o aumento dos valores dos produtos estimado em mais de 10% pela Associação Brasileira dos Fabricantes e Importadores de Artigos Escolares (Abfiae).

O Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel) e a Consultora Nielsen revelaram que houve um aumento de 42% no faturamento do setor de vendas de livros didáticos online em 2016. O estudo mostrou que a volta às aulas foi responsável por crescimento de 30% nas vendas de livros usados e novos, nos meses de janeiro e fevereiro deste ano.

Iniciar a pesquisa de preços e realizar compras com antecedência pode ser uma solução para melhor organizar os gastos. Em 2015, segundo estudo da Ipsos, 46% dos consumidores pertencentes à classe C, 47% das classes AB e 7% das DE declararam ter comprado material escolar nos últimos três meses que antecedem a volta às aulas. Pesquisar realmente faz a diferença no orçamento.

Bing é o melhor lugar para suas buscas

O período de volta às aulas apresenta uma oportunidade realmente interessante para suas campanhas, oferecendo um amplo leque de possibilidades a todos os anunciantes.

Para facilitar e fazer a diferença na busca por melhores condições, preços e oportunidades, o Bing irá utilizar um recurso especial em sua navegação, para tornar todo o processo mais ágil e dinâmico. Na página de busca, através de um display de categorias , “O carrossel do Bing”, os usuários poderão encontrar, dividido pelas principais categorias, o resultados que melhor se encaixam naquilo que procuram, otimizando o processo de compra e a busca por ofertas e descontos.

 

 

Descubra as vantagens em ser cliente Bing Ads

 

Com a nossa lista de palavras chave, você pode implementar sua campanha agora mesmo. Baixe aqui .

Post anteriorPróximo post